Gastronautas amadores

Archive for the 'cozinhando' Category

Bolo integral de banana

Essa é uma receitinha mega-fácil, do tipo “estou com muita preguiça de cozinhar”, e que agradou lá em casa. Uma ótima pedida para quem está com bananas em casa quase passando do ponto!

O bolo integral leva:

- 2 ovos

- meia xícara de farinha de trigo integral

- meia xícara de aveia em flocos

- uma xícara de açúcar mascavo

- 1/4 xícara de leite (pode ser integral ou desnatado, ao gosto do freguês)

- 1/4 de xícara de óleo (usei óleo de girassol, mas pode ser de outro “sabor”)

- 2 a 3 bananas nanicas bem maduras

- 1 colher sopa de fermento em pó

Bata tudo no liquidificador, menos o fermento. Depois de bater os ingredientes, coloque em uma vasilha e misture o fermento. Unte e enfarinhe uma forma (usei uma tipo de bolo inglês/pão de forma), aqueça o forno e asse por cerca de 35 minutos a +- 200º.

Dá para incrementar o bolo acrescentando uvas passas, frutas cristalizadas, ameixas ou damascos secos. Eu não tinha nada disso em mãos, então fui só com as bananas mesmo :)

A receita veio daqui: http://www.receitasecia.com/receita/bolos/11197/bolo-integral-de-banana.html

3 comments

Tags: , ,

Curry Kerala com manga e coco

Pelo nome parece difícil heim? Que nada, é bem fácil de fazer. Olha só:

  • 2 colheres sopa de azeite
  • 1 cebola pequena partida ao meio
  • 1 dente de alho esmagado
  • 1 colher chá de gengibre fresco picado
  • 350g de peito de frango fatiado (usamos mais, tipo uns 450g)
  • 1-2 colheres chá de curry (usei 2)
  • 1 manga madura em cubos
  • 200ml de leite de coco (1 garrafinha)
  • 1-2 colheres chá de suco de limão siciliano
  • sal e pimenta
  • água (opcional)
  • punhado de coentro fresco picado

Salteie a cebola e o alho. Aqui abre parenteses: eu nunca salteei nada na vida, nem sabia direito o que era. Dei uma pesquisada e descobri que:

“O processo de saltear alimentos consiste na utilização de pouca gordura, fogo forte e movimentos de vai-e-vem, que sacodem os alimentos na frigideira (sautese) para que ganhe coloração por igual e fiquem crocantes. O processo de saltear é sempre rápido. Em resumo, ao saltear os alimentos deve-se fazê-lo com rapidez e usar pouca gordura em uma frigideira já bem quente. O aroma e o sabor do alimento se intensificam, e uma fina crosta se forma em torno dele.” (aqui do Basilico)

Buenos, depois de devidamente salteado, você junta o frango em fatias, tempera com o sal e pimenta e frita até que fique dourado. Depois, acrescenta o curry. Mistura bem. Depois, acrescenta o leite de coco e a manga. E cozinha por mais uns 5 a 7 minutos. E pronto! Salpique o coentro por cima e sirva :)

Olha, ficou bom demais!

No comments

Fazendo panquecas

Estamos nos divertindo fazendo panquecas lá em casa. É uma opção bem legal para providenciar um jantar rapidinho. A panqueca supre a parte dos carboidratos e o recheio você varia como quiser.

E tem receita de panqueca de tudo quanto é jeito. Tem a vegetariana, que experimentamos, tem a com ingredientes a mais para dar uma turbinada…

A vegetariana que experimentamos:

  • 125g de farinha de trigo
  • 1 colher chá de fermento em pó
  • uma pitada de sal
  • 100ml de leite de soja
  • 100ml de água
  • 2 colheres sopa de azeite

Observação minha: reduzir a quantidade de azeite. Achei que a quantidade indicada tornou a panqueca meio enjoativa.

Outra versão, desta vez com salsinha e queijo na massa:

  • 125g de farinha de trigo
  • 2 ovos batidos
  • 125ml de leite
  • 125ml de água
  • 1 colher de azeite
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres sopa de salsinha, tomilho e cebolinha (eu não tinha tomilho)
  • 2 colheres sopa de queijo ou tofu ralado

Não tem segredo, misture tudo bem misturado, esquente bem a frigideira (tem que estar bem quente mesmo) e comece. Lá em casa, a primeira sempre sai um desastre, a massa não desgruda fácil, acaba quebrando, mas as seguintes já saem melhores. Nossa teoria é que a frigideira vai esquentando e vai ficando mais “untada”.

No comments

Quinua? Quinoa?

Fomos agraciados com uma caixinha de quinoa (quinua?). Eu nunca tinha experimentado, sai à caça de receitas. Na verdade, eu tinha uma em mente, de biscoitos de quinua e mel, mas depois vi que a receita levava quinua em flocos.

Aproveitando um frango que estava dando sopa, achei uma receitinha simpática e muito, estupidamente fácil, de frango com quinua (dã).

Olha que baba:

Ingredientes:
- 1 xícara de quinua (achei muito!!)
- mais ou menos 400g a 500g de peito de frango
- um punhado de nozes (a original era noz-pecã, mas eu usei nozes “normais”)
- shoyu

Como fazer:
- Ferva a quinua em 2 xícaras de água (vai dar muuuuita quinua, já aviso…)
- Enquanto isso, cozinhe o frango, cortado em cubos. Fiz sem tempero algum, na panela de pressão.
- Com o frango pronto, misture com a quinua cozida.
- Para temperar, junte de 2 a 3 colheres de sopa de shoyu (eu coloquei 3).  O shoyu dá o tempero.
- Complete com as nozes.

Misture bem e manda ver!

É simples, mas a gente curtiu bastante.

(marido providenciou a quinua em flocos para os biscoitos, hehehe. Depois conto se ficaram bons.)

No comments

Muffins de pêra e gengibre

muffins de pêra e gengibre

muffins de pêra e gengibre

muffins de pêra e gengibre

Nigella Express

Esse final de semana fizemos estes muffins de pêra e gengibre, da Nigella. Adoramos a receita! É bem simples, os momentos mais “trabalhosos” foram peneirar todo o açúcar mascavo e descascar as pêras. A Nigella disse que pode fazer sem descascar, mas as gente resolveu experimentar sem a casca, mesmo.

O resultado foram muffins bem fofinhos, a massa não ficou seca. Leves e saborosos!

Muffins de pêra e gengibre

250g de farinha de trigo
2 colheres chá de fermento em pó
150g de açúcar
75g de açúcar mascavo peneirado, mais 1/2 colher chá para polvilhar cada muffin
1 colher chá de gengibre ralado
140ml de creme de leite azedo
125ml de óleo vegetal
1 colher sopa de mel
2 ovos
300g de pêra descascada e picada

1. Preaqueça o forno a 200º

2. Em uma vasilha misture bem: farinha, fermento, açúcares e gengibre. Em outra, creme de leite, óleo, mel e ovos.

3. Misture tudo e coloque nas forminhas. Polvilhe com o açúcar mascavo e asse por 20 minutos. Deixe esfriar.

Como fazer o creme de leite azedo: 250ml de creme de leite fresco com uma colher sopa de suco de limão, numa tigela de vidro. Deixe em temperatida ambiente até engrossar (10 a 30 minutos). Cubra a tigela e deixe na geladeira até a hora de usar.

Rende 12 porções.

1 comment

Waffles

Waffles Waffles
Waffles Waffle

Waffles

Há um ano atrás eu presenteei o maridão com uma maquininha de waffle. A idéia era convidar os amigos e chegados para a gente se divertir fazendo waffles. Mas com a gravidez, a chegada da Alice e tudo o mais, acabamos usando a maquininha apenas uma vez!

Acompanhando a máquina, “montei” um livrinho com uma receita base para waffle e várias sugestões de receitas para coberturas.

Nesse final de semana o maridão se empolgou e resolveu colocar mãos à obra. Testou a receita base que eu havia escolhido e que foi aprovada com louvor. Nós haviamos testado antes um preparado pronto para waffles e panquecas que, devo dizer, não foi tão feliz. Não era ruim não, mas essa massa ficou bem mais gostosa, mais leve e menos doce.

Para quem ficou curioso, coloco o livrinho para download. Importante dizer: eu fiz o livrinho para dar de presente para o gastronauta-pai, então não me preocupei em colocar créditos nem nada. Se alguma receita for de alguém que quiser os créditos, é só me avisar.

Waffles

1 comment

Como nascem os macarrões italianos (ou alguns deles)

Praticamente uma foto-novela! Mais uma super-produção estrelada pela super-batedeira (mas não a nossa, uma parente dela, maior e melhor equipada, powered by Pat e Laurent ;)

Apesar do post só vir agora, o evento macarrônico abriu o ano em grande estilo!

Como nascem os macarrões italianos (ou alguns deles :) Como nascem os macarrões italianos (ou alguns deles :)
Como nascem os macarrões italianos (ou alguns deles :) Como nascem os macarrões italianos (ou alguns deles :)
Como nascem os macarrões italianos (ou alguns deles :) Como nascem os macarrões italianos (ou alguns deles :)
Como nascem os macarrões italianos (ou alguns deles :) Como nascem os macarrões italianos (ou alguns deles :)
Como nascem os macarrões italianos (ou alguns deles :) Como nascem os macarrões italianos (ou alguns deles :)
No comments

Cupcakes ou muffins?

Era uma receita de cupcakes, que vi lá nas Rainhas do Lar. Mas a gente não sabe direito se o resultado final pode ser chamado de cupcakes, ou se no final das contas, fizemos uns muffins de chocolate. Minha opinião final é que os bolinhos ficaram um pouco secos demais. Não sei o que fizemos, mas acho que deveriam ser mais fofinhos e úmidos, mas vamos continuar treinando.

A grande estrela foi a nossa super-batedeira, em sua gloriosa estréia. Os demais acessórios para a empreitada vieram daqui e daqui.

Cupcakes - os ingredientes

Cupcakes - a grande estrela

Cupcakes - ação!

Cupcakes - para entrar em fôrma

Cupcakes - a caminho do forno

Cupcakes - prontinhos para receber a cobertura

Cupcakes - devidamente melecados

No comments

Sopa vitaminada de mandioquinha

Estivemos meio ausentes daqui, em boa parte por indisposição minha, que não queria nem ver foto de comida :) Por conta dessa indisposição, resolvemos fazer sopinhas. A primeira escolhida foi uma de mandioquinha, que eu adoro.

A receita peguei aqui, mas fizemos algumas alteraçõezinhas:

- meio kilo de mandioquinha
- 1 talo de alho poró
- 1 cebola pequena
- 1 tablete de caldo de legumes
- 1 tablete de caldo de carne
- meio litro de leite
- 400g de carne moída

Descasque as mandioquinhas e coloque para ferve com o caldo de legumes. Quando as mandioquinhas estiverem molinhas, o que no meu caso levou uns 20 minutos, bata no liquidificador. Depois, coloque este creme para ferver com o leite.

Enquanto isso, frite a carne moida com o caldo de carne e sal à gosto (não muito!). Reserve. Depois, refogue a cebola e o alho poró em um pouo de azeite. reserve também.

Quando o creme tiver dando uma fervida, junte a carne e o alho poró mais a cebola, e tcharam! Esta pronta uma sopa de mandioquinha bem reforçada. Adicione croutons ou torradinhas e mande ver :)

3 comments

Tags: ,

biscoitando

Ontem à noite me meti a fazer biscoitos. A epopéia começou no final de semana, quando decidimos ir em busca de formas para cortar biscoito. No lugar das formas, sai com esta maquineta:

a máquina de fazer biscoitos!

A receita que a acompanha é bem fácil:
- 500 g de farinha branca
- 250 g de açúcar
- 250 g de manteiga
- 1 pitada de sal
- 2 colheres pequenas de cacau, se quiser
- 3 gemas de ovo
- 1 xícara pequena de leite

Misture em uma tigela a farinha, o açúcar e o sal, enquanto derreta a manteiga em banho-maria. Faça um furo na mistura e coloque as gemas. Continue a misturar, desta vez com um garfo. Acrescente a manteiga e depois o leite e por fim o cacau.

A massa é molenga, como pede a receita da máquina. No caso, eu fiz uma estripulia e acrescentei uma barra de chocolate moida.

biscoitos - prestes a serem assados

A máquina possui 20 diferentes “moldes”, para moldar biscoitos diferentes. O funcionamento da danada é recheá-la com a massa molenga e apertar a alavanca. Ela se encarrega de soltar a quantidade certa de massa para o biscoito.

A quantidade de massa da receita é enorme, levei umas 8 fornadas para dar conta de tudo, a casa ficou cheirando a biscoito (o que deve ser bom para quem está de passagem, mas definitivamente enjoa), e as primeiras fornadas sairam um pouco tostadas demais. Maaaaaaas o saldo final aparentemente foi positivo. Os biscoitos poderiam ter ficado melhores, com certeza, mas no geral as pessoas aprovaram.

biscoitos assados

3 comments

Tags:

Next Page »